A PRIMEIRA SEMANA COM PRÓTESES DENTÁRIAS: O SEU GUIA PARA LIDAR COM O QUE O ESPERA

Se estiver preocupado com o dia em que os seus dentes serão extraídos ou como será a primeira semana com novas próteses, quem melhor para o aconselhar do que as pessoas que já passaram por essa experiência? Assim, para além dos conselhos dos nossos especialistas, perguntámos a novos utilizadores de próteses acerca das suas primeiras semanas e as melhores dicas que poderiam dar …

Woman with glasses sitting at a table in her dining  room while looking at her tablet

COMO SE PREPARAR PARA AS PRÓTESES

• Fique mais seguro e confiante, certificando-se de que sabe exatamente o que vai acontecer no dia da cirurgia. 

"O meu dentista explicou-me tudo detalhadamente", diz um utilizador de prótese dentária, 57 anos, que tem uma prótese parcial superior. “Disse-me que a maioria das pessoas se preocupam com a dor durante o procedimento, mas que a única coisa que eu deveria sentir seria uma ligeira picada quando me dessem a injeção com o anestésico. Além disso, disse-me que eu iria ouvir alguns ruídos que podem ser um pouco alarmantes, mas que não iria sentir qualquer dor. Disse-me quanto tempo me sentiria atordoado e quanto tempo demoraria para o efeito da anestesia passar, e que tipo de medicamentos para a dor me seriam prescritos para o pós-cirurgia." 1

"O que acontece pode variar muito", diz uma utilizadora de prótese dentária, 58 anos, que tem uma prótese superior total e uma prótese inferior parcial. “Eu não fiz tudo numa consulta só. Eu fiz em três consultas.." 2

• Se estiver ansioso antes da sua cirurgia, tente respirar profundamente durante alguns minutos para relaxar o corpo e a mente. Sente-se calmamente e inspire lentamente, contando o número de segundos que demora e depois expire com a mesma contagem. Faça isto por alguns minutos sempre que sentir a ansiedade chegar. 

“Eu sigo as indicações de uma aplicação de exercícios de respiração que tenho no meu telemóvel, e fico mais calma ao longo do dia", diz uma utilizadora de prótese dentária, 56 anos, que tem uma prótese parcial inferior, “por isso fi-los antes da entrar na consulta." 3

• Pense no panorama geral. “Eu só pensava: ‘Oh, vai ser muito melhor, vou recuperar o meu sorriso’, e tentava pensar no resultado final em vez de pensar no que estava a acontecer no momento", diz uma utilizadora de prótese dentária, 52 anos, que tem uma prótese parcial superior. 4

• Para além do impacto físico, pode sentir também emoções fortes após perder um dente. “Afetou-me bastante mentalmente, não sei porquê", diz uma utilizadora de prótese dentária. “Acho que inconscientemente talvez pensasse: ‘Bem, já não tenho todas as minhas peças originais’. Gostaria que as pessoas fossem preparadas para isso. Eu não contava minimamente com o lado emocional." 5
 

COMER COM PRÓTESES DENTÁRIAS

Enquanto novo utilizador de próteses, terá de ajustar a forma como come na primeira semana, especialmente no primeiro dia com próteses, já que o local de extração estará dorido e você estará a aprender a morder e mastigar com próteses.

• Os alimentos frios podem ser muito calmantes para gengivas doridas. “O higienista do meu dentista disse-me para comer gelados para reduzir o inchaço na minha boca", diz uma utilizadora de prótese dentária, 46 anos, que tem próteses parciais inferiores. “E foi isso que comi na primeira semana.” 6

• O truque é comer coisas macias e moles, mas nutritivas. “Comi muita sopa, muitos pudins, muito puré com coisas misturadas – tudo muito molinho", diz uma utilizadora de prótese dentária. “Eu acrescentava muita proteína porque estava preocupada com a obtenção de proteínas se não comesse carne – então os feijões eram bons porque eram obviamente macios.” 7

• Pense noutras formas de preparar os seus alimentos favoritos.  “Limitei-me a adaptar a forma como cozinhava," diz uma utilizadora de prótese dentária. “Em vez de fritar alimentos, cozi-os, pois isso torna-os mais macios, ou então cozinhava a vapor.” 8

• Inicialmente poderá ter de evitar alguns alimentos de que gosta, mas acabará por se adaptar. “Esse foi o maior desafio", diz uma utilizadora de prótese dentária. “Eu questionava-me: ‘Será que o vou sentir abanar? Posso comer coisas que são mais difíceis de comer?’ E no início não o fiz, fui avançando pouco a pouco." 9

 

A PRIMEIRA SEMANA COM PRÓTESES

É diferente para todos – algumas pessoas podem sentir desconforto; algumas próteses encaixam perfeitamente de imediato, outras não. Aconteça o que acontecer, estará sempre consciente das suas próteses até se acostumar com a sensação de ter algo na boca.  

• “As minhas próteses não pareciam de todo uma coisa natural quando as coloquei pela primeira vez", diz um utilizador de prótese dentária, 57 anos. “Durante a primeira semana parecia que tinha alguma coisa na boca o tempo todo. Magoavam-me as gengivas. Não era insuportável, mas também não era satisfatório. Tive de voltar duas vezes ao dentista para fazer alterações na forma como encaixavam. Mas depois de resolver esses ajustes, depois das minhas gengivas se habituarem a elas, tudo correu lindamente.” 10

• Esteja preparado para que o processo demore algum tempo, mas acredite que vai chegar lá. “Levou cerca de dois meses até deixar de sentir que tinha alguma coisa na minha boca", diz um utilizador de prótese dentária. “Depois de nos acostumarmos com aquilo diariamente, deixamos sequer de pensar nisso.” 11

 

FALA

Usar próteses dentárias pode afetar temporariamente a maneira como fala, tal como um cecear ou não ser capaz de formar certos sons – é uma parte normal do processo e tudo voltará ao normal depois de se acostumar às próteses.  

• “Acho que não teve nada a ver com palavras específicas", diz um utilizador de prótese dentária, 62 anos, que tem próteses parciais superiores. “Era apenas o constrangimento inconsciente de saber que estava com a prótese. Eu falava de forma intencionalmente mais lenta no início. Acho que era apenas psicológico, porque eu não queria falar muito rápido com medo das próteses saírem do lugar ou algo assim.” 12

• Um utilizador de prótese dentária não queria contar às pessoas acerca das suas prótese, mas fá-lo-ia se a diferença na forma como falava assim o impusesse. “A menos que me dissessem ‘Não entendi’, ou me pedissem para repetir alguma coisa, eu não dizia nada. Mas se dissessem algo do género, eu explicava, sabe, é que coloquei há pouco tempo uma prótese parcial e, até que me habitue, isso está a afetar ligeiramente a maneira como pronuncio as palavras." 13

 • “Eu ficava inseguro quando falava, por isso quando estava em casa sozinho punha-me a ler alto um livro para tentar melhorar", diz uma utilizadora de prótese dentária, 58 anos, que tem uma prótese parcial superior. Esta é uma grande dica e ajuda-o a reaprender os diferentes sons que surgem ao falar. Faça-o ao espelho para se tranquilizar de que as próteses parecem normais quando está a falar com os outros. 14

 

SAIR/VOLTAR AO TRABALHO

Fale com o seu dentista sobre se será melhor tirar alguns dias de licença do trabalho e quando poderá voltar a sair à noite.  

• “Tirei a semana", diz uma utilizadora de prótese dentária, que ficou com um espaço por preencher entre os dentes durante uma semana até colocar as próteses. “O médico disse-me que poderia demorar bastante, por isso antecipei-me e meti uns dias de folga. 15

• O um utilizador de prótese dentária lembra-se de como se sentia nervoso sobre sair à noite. “Da primeira vez que sair, será que irão notar alguma diferença quando eu falar?", diz ele. “Quando lidava com funcionários era a mesma coisa. Era uma coisa inconsciente. Será que vão notar alguma diferença na minha bochecha? Será que vão notar alguma diferença na forma como falo? Mas tive de o fazer. É daquelas coisas que temos de enfrentar. Quanto mais adiava, mais o medo me consumia. Por isso, vamos lá sair e vamos falar. Quanto mais eu sair e falar, mais depressa me habituarei.” 16

 

CONTAR ÀS PESSOAS 

A escolha de contar ou não às pessoas sobre as suas novas próteses é uma decisão muito pessoal, como irá perceber de seguida a partir dos sentimentos contraditórios dos nossos novos utilizadores de próteses. Mas mesmo que não o anuncie publicamente, poderá descobrir que dizer às pessoas mais próximas o ajudará a sentir-se apoiado. 

• “A minha irmã sabia, o meu irmão sabia, não me sentia envergonhada", diz uma utilizadora de prótese dentária. “Eu dizia: ‘É verdade, tenho uma consulta importante no dentista na próxima quinta-feira.’ Era muito franca e não tinha problemas.” 17

• “Não falo sobre isso", diz um utilizador de prótese dentária. “É um segredo, exceto para a minha família.” 18

• “Eu disse à minha família", diz uma utilizadora de prótese dentária. ‘Fiquei entusiasmada, quando finalmente coloquei a prótese. Estava realmente entusiasmada com isso. Penso que hoje em dia podemos falar abertamente a esse respeito. Há muitos anúncios de clínicas dentárias que oferecem consultas gratuitas para arranjar os dentes e para implantes e próteses dentárias. Por isso acho que não há problema nenhum com isso – as pessoas falam à vontade sobre isso.” 19

• “Não falo sobre isso”, diz um utilizador de prótese dentária, 54 anos, que tem uma prótese parcial superior. “Detesto quando me esqueço de colocar a prótese e vou sair com os amigos. Não quero que isso me aconteça, por isso, tenho sempre de me lembrar de colocar o meu dente para que não saibam que me falta um dente.” 20

 

A SUA LISTA DE COMPRAS DA PRIMEIRA SEMANA

Sopa

Batidos 

Gelados de água

Gelados

Gelo

Vegetais para cozer

Feijões ou legumes enlatados, tais como feijão vermelho, feijão branco ou grão de bico

Revistas/livros

Alguns serviços de streaming de filmes e séries

Analgésicos – o seu dentista irá aconselhá-lo sobre o que precisa 

 

REFERÊNCIAS EXTERNAS

Entrevistas com utilizadores de próteses – dados do arquivo GSK

 

REFERÊNCIAS INTERNAS

1 um utilizador de prótese dentária, 57 anos – da Entrevista 2, p4 (sem carimbo de data/hora)
2 uma utilizadora de prótese dentária, 58 anos – da Entrevista 5, p10 (sem carimbo de data/hora)
3 uma utilizadora de prótese dentária, 56 anos – da Entrevista 4, p7 (sem carimbo de data/hora)
4 uma utilizadora de prótese dentária, 52 anos – da Entrevista 4, p7 (sem carimbo de data/hora)
5 uma utilizadora de prótese dentária, 56  anos– da Entrevista 4, p6 (sem carimbo de data/hora)
6 uma utilizadora de prótese dentária, 46 anos – da Entrevista 1, p15 (sem carimbo de data/hora)
7 uma utilizadora de prótese dentária, 56 anos – da Entrevista 4, p11 e p12 (sem carimbo de data/hora)
8 uma utilizadora de prótese dentária, 46 anos – da Entrevista 1, p19 (sem carimbo de data/hora)
9 uma utilizadora de prótese dentária, 56 anos – da Entrevista 4, p10 (sem carimbo de data/hora)
10 um utilizador de prótese dentária, 57 anos – da Entrevista 2, p5 (sem carimbo de data/hora)
11 um utilizador de prótese dentária, 62 anos – da Entrevista 3, p15 (sem carimbo de data/hora) 
12 um utilizador de prótese dentária, 62 anos – da Entrevista 3, p16 (sem carimbo de data/hora)
13 um utilizador de prótese dentária, 57 anos – da Entrevista 2, p10 (sem carimbo de data/hora)
14 uma utilizadora de prótese dentária, 58 anos – da Entrevista 5, p27 (sem carimbo de data/hora)
15 uma utilizadora de prótese dentária, 56 anos – da Entrevista 4, p8 (sem carimbo de data/hora)
16 um utilizador de prótese dentária, 62 anos – da Entrevista 3, p11 (sem carimbo de data/hora)
17 uma utilizadora de prótese dentária, 56 anos – da Entrevista 4, p9 (sem carimbo de data/hora)
18 um utilizador de prótese dentária, 62 anos – da Entrevista 3, p3 (sem carimbo de data/hora)
19 uma utilizadora de prótese dentária, 52 anos – da Entrevista 4, p9 e p4 (sem carimbo de data/hora)
20 um utilizador de prótese dentária, 54 anos – da Entrevista 3, p3 (sem carimbo de data/hora)

 

OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS QUE PODERÁ GOSTAR