Quando eu não tinha ponte, eu era uma pessoa que não conversava, que não tinha vontade de sair, eu era uma pessoa muito triste, não gostava de olhar no espelho. Quando eu dava risada eu punha a mão na boca. Arrumei um doutor dentista, meu filho me apresentou e ele fez um bom desconto. Fez uma coisa muito boa para mim. Sofri para pagar, mas hoje eu sou uma pessoa que já paguei. Gosto do que eu fiz e não me arrependo. Hoje eu sou uma pessoa feliz, realizada. Saio com meus amigos, dou risada, sou feliz. Como, não tenho vergonha de comer, não tenho vergonha de beber. Sou uma pessoa desse jeito, feliz.